domingo, 15 de novembro de 2015

Entramos na Plataforma Fantasma

A Expectativa:
Cheguei à Estação Carioca por volta de 13:30 do dia 13 de Novembro. Uma sexta-feira 13. A visita autorizada à plataforma da Linha 2 na Estação Carioca estava agendada para às 14:00. Mesmo já estando na Estação Carioca era difícil acreditar que iríamos conhecer um dos maiores segredos da cidade do Rio de Janeiro: a plataforma da Linha 2 na Estação Carioca. É preciso entender o porquê de tanto (desnecessário) segredo.

O Segredo:
O segredo começou na era pré-internet. As obras da Linha 2 simplesmente pararam por falta de recursos financeiros, em 1981. Tentaram recomeçá-la algumas vezes nos anos 80 e 90 mas ela não foi concluída. A plataforma da Linha 2 passou a ser um assunto embaraçoso para os diversos Governos que assumiram o Estado. Poucas vezes a Linha 2 ganhou atenção dos governantes. Basta ver que até hoje sua sinalização é manual. Para piorar, o Governador Sérgio Cabral optou por em vez de terminar a obra da Linha 2 no Centro por construir o atalho, chamado de Linha 1A, o que colocou os trens da Linha 2 nos trilhos da Linha 1. Esta decisão do ex-Governador passou a ser embaraçoso também para a concessionária Metrô Rio que se comprometera a levar a Linha 2 até a Carioca. Levou do jeito mais barato. Economizou muito dinheiro mas sua operação piorou consideravelmente. O assunto também passou a ser embaraçoso para ela. Omitir a plataforma da Linha 2 para a imprensa e o grande público sempre foi conveniente para os Governos e para a concessionária.

Histórico?
Em 1968, o projeto do metrô do Rio foi divulgado e a Linha 2 começaria na Estação Belford Roxo e terminaria na Estação Praça Araribóia.
Em 1969, o Globo publicou que a Estação Carioca seria a maior do sistema, com as Linhas 1 e 2, jardins e um centro comercial, chamado de Cidade Subterrânea.
Em 1975, começaram a construir a Estação Carioca, que seria inaugurada em 1981. Foi neste espaço de tempo que a plataforma da Linha 2 foi construída.
Em 1981, a Linha 2 foi inaugurada apenas com a Estação Maracanã, Estação São Cristóvão e Estação Estácio.
Em 1987, o Governo anunciou que concluiria até 1989 a Linha 2 entre a Estação Belford Roxo e a Estação Carioca. Encontramos pixações dentro na plataforma com a data de 1988. Algo foi feito ali neste período.
Em 1988, a obra da ligação entre a Estação Estácio e a Estação Carioca finalmente começou. O Governo escavou um poço após a Estação Estácio, contratou a Camargo Corrêa para montar um tatuzão ali e em 10 meses o tatuzão chegaria até a Estação Carioca.
Em 1989, o remanejamento da rede de serviços públicos foi realizado no entorno da Praça da Cruz Vermelha.
O tatuzão escavou cerca de 80 metros como teste e rachou diversos edifícios na superfície, conforme relatado pelo O Globo em 1989 e 1990.
Em 1992, após dois anos de paralisação, os moradores tiraram os tapumes da obra da obra da Linha 2 para desobstruir o tráfego.
Novos Governos tentaram retomar a obra nos anos 90 mas esbarraram na falta de recursos financeiros.
Em 2009, o Governador Sérgio Cabral optou por construir a Linha 1A em vez de concluir a obra da Linha 2.

Para maiores detalhes clique em: http://metrodorio.blogspot.com.br/2014/06/cronograma-do-lote-29.html

Tatuzão da Camargo Corrêa:
Ele foi desmontado a remontado em Fortaleza (CE) com a falta de pagamento do Governo do Estado do Rio de Janeiro. A lenda de que ele ainda estaria montado no Rio de Janeiro é falsa.

Túnel da Estação Estácio:
Após a plataforma da Estação Estácio, há cerca de 150 metros de trilhos. Esta informação foi confirmada pelos engenheiros que nos acompanharam na visita. No entanto, há uma parede que impede o tatuzão de seguir adiante. Um poço, alguns metros adiante, foi especialmente aberto em 1988 para a montagem do tatuzão. Este poço foi posteriormente fechado pelo Governo do Estado. Em resumo, após a Estação Estácio, há 150 metros de trilhos, uma parede, e alguns metros à frente, há um poço soterrado e fechado.

Linha 2 Voltou à Pauta:
Ao longo de 2014 surgiram informações de que a concessionária Metrô Rio havia pedido ao Governador Pezão que concluísse a Linha 2. A operação metroviária está sobrecarregada e vai piorar quando a Linha 4 for inaugurada. Reeleito no fim de 2014, Pezão prometeu a obra, que vem sendo anunciada e repetida pelo Secretário Estaadual de Transportes Carlos Osório.

A Entrada:
Após receber os capacetes, acompanhamos três engenheiros e um segurança do Metrô Rio pela Estação Carioca. Por onde seria a entrada? Obviamente que entraríamos por uma área reservada e não pelo que seria o acesso dos passageiros, se a estação estivesse aberta. Esta entrada é uma pequena porta no canto da estação, no fim da plataforma de quem desembarca do trem da Linha 1 em direção à Estação General Osório. Esta área técnica será regularmente utilizada como área técnica mesmo quando a plataforma tiver sido inaugurada.

O Que Nos Aguardava?
Pelos poucos relatos que tínhamos e pelas únicas duas fotos conhecidas até então, pensávamos que fôssemos entrar num lugar escuro, pequeno, onde havia um terço de uma plataforma de metrô. Haveriam também muitos ratos e não se poderia deslocar muito devido à falta de luz e o pequeno espaço apertado.

O Que Achamos?
A impressão que tivemos é que quando a obra parou, os operários largaram tudo ali e foram embora. E assim ficou durante todo este tempo. Encontramos cadeiras, latas de tinta e garrafas de plástico dos anos 80. Encontramos uma pixação na parede com a data de 1988, provavelmente de alguma pessoa revoltada com a dispensa de seus serviços. Também encontramos material que seria instalado e que não deu tempo de ser colocado: canos, uma bomba de água, placas na cor laranja onde indicaria a ligação com a Linha 1 e até peças de uma escada rolante que nunca foram instaladas.

São poucos pontos de luz que ficam ligados 24 horas por dia que iluminam o local. Muito calor numa área sem ventilação. Suamos muito. É possível escutar os trens do metrô da Linha 1 passando o tempo todo sobre nossas cabeças.

Encontramos mais do que esperávamos. Primeiro: a estrutura da estação está toda escavada e construída. As salas internas, de segurança, de repouso, de manutenção, refeitório para funcionários, banheiros para funcionários, etc estão prontas. Algumas delas contam inclusive com o acabamento nas paredes, no teto, etc. É claro que é preciso terminar este acabamento, limpar e retirar o entulho de toda a área.

Ficamos impressionados que diferente do que prevíamos, a área dos passageiros está bastante adiantada. Não foi só um pequeno espaço que fizeram. O túnel próximo à Avenida Rio Branco está pronto. Além das plataformas, há mais alguns metros de túnel e logo depois a parede. Esta parede será derrubada para continuarem a escavação em direção à Estação Praça XV. O espaço para funcionários caminharem dentro deste túnel também existe. Os acessos ao mezanino da Estação Carioca ou diretamente à plataforma da Linha 1 estão prontos. As escadas foram construídas. Só faltou mesmo colocar as escadas rolantes (os espaços está reservados para tal) e abrir as paredes, que obviamente foram construídas para serem temporárias mas já estão lá há 34 anos. Num dos acessos, subimos as escadas e abrimos uma pequena porta na plataforma da Linha 1. Incrível!

Na outra ponta da plataforma ainda é preciso de mais obras. As vigas impedem a passagem. Mas no total, um terço da plataforma está totalmente construída. Este restante que falta ser construído é na direção Avenida República do Paraguai. O último acesso totalmente construído é o que daria acesso dentro da academia de ginástica que hoje está operando dentro da estação. Aliás, fomos informados que o contrato de locação com a academia prevê que em caso de construção da Linha 2 que ela terá que deixar o espaço. Como a obra não foi concluída nesta extremidade, faltou construir um acesso de passageiros que descerão na Avenida Chile diretamente para a plataforma da Linha 2.

Estação Estácio:
Apesar de maior, a Estação Carioca tem mais ou menos a mesma estrutura da Estação Estácio. A diferença é que há mais acessos, tanto de baldeção, quanto de entrada direta na Linha 2 vindo da superfície.

Sentimentos:
Após a visita, sentimos uma mistura de emoção e frustração. Emoção, pois um dos mais bem guardados segredos do metrô - na verdade da cidade - enfim fora revelado. Não há mais duas únicas fotos da estação, mas algumas dezenas. Pudemos contar o que há ali em baixo.

No entanto, veio uma frustração. Estes sentimentos não deveriam existir. Esta obra não deveria ser segredo. Ela deveria ter sido feita e concluída desde 1981. A plataforma da Linha 2 foi visitada por menos de cem pessoas desde a paralisação da obra. Mas a Linha 2 deveria estar recebendo cerca de 70 mil pessoas na hora do rush. Os trens da Linha 2 já deveriam estar circulando com 8 carros, trazendo mais conforto, rapidez para a população fluminense e chegando a outros bairros do Centro. Por que o Ministério Público nunca obrigou o Estado a concluir esta obra? Enfim, vamos continuar divulgando até que a Linha 2 seja concluída em seu eixo Centro:

Fotos:

Um dos acessos por onde passageiros deveriam estar passando no dia-a-dia,

Escada para baldeação com a Linha 1, direto na plataforma da Linha 1.

Subindo a escada em direção à Linha 1.

No extremo sul na plataforma central da Estação Carioca, fiz a baldeação para a Linha 1. Esta parede de mármore deverá ser derrubada no futuro. Dentro, as paredes já estão revistidas de pastilhas. Quem diria que milhares de pessoas ficavam tão próximas da Linha 2 e nem sabiam?

Outro acesso de passageiros.

Outra escada de passageiros.

                Operários abandonaram o local quando dispensados e alguns pixaram as paredes.

Outra escada de acesso. Repare à direita o espaço para a escada rolante.


Estrutura interna da estação. Área para funcionários, área técnica, banheiros, almoxarifado, etc.

                                                                    Estrutura interna.

Primeira visão. Foto tirada da plataforma lateral mostrando o local onde deverão ser instalados os trilhos. Estas pontes sobre os trilhos são provisórias e de madeira. Servem apenas para os raríssimos visitantes do local.

Vigas impedem a passagem em direção à Estação Praça da Cruz Vermelha. Estas vigas estão abandonadas sobre os dois túneis, tanto dos trens vindos da Estação Praça da Cruz Vermelha, quanto dos que iriam para a Estação Praça da Cruz Vermelha.

 
Vejam o tamanho da estação.

Outra foto mostrando a área da estação. Cuidado com o Buraco!

Tudo semi-pronto!

A maior estação do metrô do Rio precisa de corredores largos.

Novamente a plataforma.

Outro ângulo mostra trecho em direção à Estação Praça da Cruz Vermelha.

Vigas abandonadas.

Estação está assim desde os anos 80.

É preciso concluir a obra!

Sujeira de obra e lixo ficaram pelas vias dos trens. Foi possível ver garrafas, canos e cadeiras.

Outro ângulo das vigas sobre a plataforma.

Atrás desta parede, há uma escada para baldeação com a Linha 2.


Participaram desta Visita a convite do Governo do Estado:
Atílio Flegner: Movimento Linha 4 Que o Rio Precisa.
Luiz Henrique Barroso: Aguardando Liberação do Tráfego à Frente.
Miguel Gonzalez: Blog Metrô do Rio.

166 comentários:

  1. parabens miguel pelas fotos agr sim sabemos que nn foi so um terço da plataforma que ficou pronta foi totalmente so foltou os acabamentos finais chega a da uma raiva do governo do estado por tanto desleixo com o metro do rio uma estaçaõ desde tamanho abandona sendo usa apenas um terço de mesmo e nn sua totalidade final ... O miguel entrada da plataforma da linha 2 e na quela porta cinza que ta do lado direito na estremidade sul da linha 1 um e akelas outras no meio caso fossa concluida essa obra a parte de linha 2 teria que passar por muitas mudanças ou ela ja esta da forma nescessaria pra comcluir-la

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, ela está praticamente concluída. Claro que terão que desobstruir os acessos, terminar os 2/3 da plataforma que faltam, construir os acessos da ponta da Avenida República do Paraguai e finalmente dar o acabamento à obra, incluindo a instalação de trilhos, energizar a linha, sinalização, etc.

      Excluir
  2. huum atta sera que quando esse trecho da linha 2 estive concluido a linha 2 inteira passara por uma modificação na sua sinalizacao de manual pra automatica seria mais eficiente e mais seguro para os usuarios e concluir ela n seu estremo norte sentido baixada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, o projeto do Governo inclui isso.

      Excluir
    2. Pq a sinalização da linha dois ainda e manual e pq somente com a conclusão desta estação ela passaria a ser automática?

      Excluir
    3. Falta de investimento ou excesso de roubalheira?

      Excluir
    4. A linha 2 possui sinalização e ATP.

      Excluir
    5. A linha 2 possui sinalização e ATP.

      Excluir
    6. A linha 2 possui sinalização e ATP.

      Excluir
    7. Franklin, a Linha 2 não tem sinalização automática. Com certeza!

      Excluir
    8. Franklin, nem a Linha 1 tem sinalização automática nas estações Uruguai e General Osório. Só há sinalização automática entre Saes Peña e Cantagalo.

      Excluir
    9. Não sei quanto ao ATP. Nos trilhos da Linha 2 acho que não tem.

      Excluir
  3. Parabéns por trazer essas fotos pra gente!
    A estação da Cruz Vermelha nem foi furada ainda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que concretaram o diafragma da estação mas realmente não sei.

      Excluir
  4. Parabéns pela brilhante matéria. Há muitos anos eu aguardava ver fotos desse lugar e gostaria de tirar uma dúvida. Já li em algum lugar que farão as obras da linha 2, conforme o próprio secretário Osório já afirmou mas que não irão aproveitar essa plataforma inacabada. Será verdade ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo contrário. Vão justamente utilizar esta plataforma.

      Excluir
    2. Ótimo ! Espero que eles cumpram essa promessa e finalmente façam essa ligação com o Estácio, Cruz Vermelha e a Praça XV. A população merece porque o metrô anda insuportável, praticamente em todos os horários.

      Excluir
    3. Tomara mesmo! O projeto está andando!

      Excluir
  5. Parabéns pelas fotos...realmente trouxe a tona o maior segredo da cidade e a estação tá muito mais adiantada do que eu imaginava.

    Uns meses atrás comentei aqui que não conseguia visualizar os acessos a Carioca 2 e vc falou pra onde deveria olhar e agora enfim vou poder passar por lá e ver exatamente onde olhar.

    ResponderExcluir
  6. Fui lá hoje eles marcaram todas as portas com umas placas escrita acesso carioca 2 agr já sei onde começa e termina as entradas boa matéria em Miguel mais me diz uma coisa caso alguém quize fazê um visita técnica só poderia vê a parte em uso ou poderia ter acesso a esse espaço ou teria que ter uma autorização do governo do estado já que a mesma pertence a ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Governo do Estado ou a Metrô Rio precisam autorizar. Agora haverá grande movimentação nestas portas pois vão fazer o projeto técnico.

      Excluir
  7. Parabéns! Seria legal se conseguissem também acesso às outras estações inacabadas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única estação inacabada além da Carioca é a Morro de São João.

      Excluir
    2. Tambem existia a estaçao uruguai, outra que ficou anos parada, finalmente foi concluida a pouco tempo

      Excluir
    3. Há algum projeto para retomar as obras na estação Morro de São João?

      Obrigado e parabéns pela matéria

      Excluir
    4. Oi Bianca, isso é verdade. Mas ela foi construída no lugar errado. O projeto original previa a Estação Uruguai na Rua Uruguai e não centenas de metros antes. O Governo Cabral construiu a estação no local onde o túnel acabava em vez de construir mais alguns metros de túnel.

      Excluir
    5. Leo, publiquei no blog recentemente que o Secretário me confirmou que não estava prevista esta obra.

      Excluir
  8. Vocês perguntaram sobre mais alguma outra estação que fora iniciada naquela época e nunca terminada a exemplo da possível estação do Rio Sul? E para agendar a visita? Foi muito ruim? eu tenho uma vontade muito grande de conhecer esse "mistério" e em especial filmar a visita, com fins educativos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única estação inacabada além da Carioca é a Morro de São João mesmo. Não há agendamento de visitas. Fomos à convite do Governo Estadual.

      Excluir
    2. Eu ouvi uma história que haveria uma estação "Rua do Matoso", mas que foi descartada devido a proximidade entre a Estácio e a Affonso Pena.
      Eu tenho fotos (nunca digitalizadas) das obras feitas naquele trecho (onde hoje é a Praça da Medalha Milagrosa de um lado, e uma Quadra/pracinha do outro). Passando por esse trecho no metrô, realmente é possível perceber um "alargamento" do túnel no sentido Affonso Pena > Estácio
      Como eu poderia enviar essas fotos para o Blog?

      Excluir
    3. Catu, envia para miguel1giga@gmail.com nunca ouvi falar desta estação.

      Excluir
    4. Olhei no google maps assim que li o comentário. Essa "estação fantasma" seria exatamente na metade da distância entre Estácio e Afonso Pena que é praticamente a mesma entre a Afonso Pena à São Francisco Xavier e das demais estações da Zona Sul, Gloria, Catete, Largo do Machado e Flamengo. logo eh muito provável que tenha sido cogitada como uma estação real no projeto original. Nunca me atentei ao alargamento do túnel, vou ficar de olho. Sempre achei a distância entre Estácio e Afonso Pena é muito longa, mas imaginava ser por causa do elevado ou algo assim.

      Excluir
    5. Leonardo, sinceramente nunca ouvi falar numa outra estação na Tijuca. Aliás, a Tijuca tinha prevista 4 estações de metrô e as 4 foram construídas.

      Excluir
    6. Ontem achei o álbum com as fotos (estava numa caixa de sapatos que eu não abria há uns 10 ou 15 anos)... As fotos estão absurdamente amareladas. Foram reveladas numa época em que o formato 10x15 ainda nem era o padrão!
      Vou levar um tempo para digitalizar todas elas e passar um photoshop pra corrigir as cores.

      Mas adianto que nas fotos não aparece nenhum indício de que escavaram uma possível estação na Rua do Matoso/Rua Santa Amélia. (talvez uma "falsa memória" de infância)
      Qualquer dia vou pegar o metrô só pra tentar filmar o trajeto Afonso Pena > Estácio e tirar essa cisma.

      Excluir
  9. Minha pergunta é como eles prosseguirão em direção a Praça XV, pois o TBM vai vir tranquilo do poço da Estãcio até o emboque com a Carioca na Av. Chile. Mas depois, pois certamente os engenheiros dos anos 70 pensaram em fazer tudo em Cut and Cover

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André, é muito arriscado fazer por TBM. O TBM era só da Estácio até Cruz Vermelha.

      Excluir
  10. Parabéns pelo blog! Excelentes postagens!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela iniciativa e pelo esforço! Precisamos nos unir para forçar a conclusão da obra!

    ResponderExcluir
  12. A falta da obra no metro é correlata a falta da educação nas escolas, um desrespeito a população. e um exercício de incompetência. Muito triste o Brasil de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil parece um país abandonado e sem rumo.

      Excluir
    2. A mim parece clara a opção pela Zona Sul em detrimento ao número de habitantes da Zona Norte/Baixada. Paralisar ums obra quase pronta é um crime.

      Excluir
    3. A mim parece clara a opção pela Zona Sul em detrimento ao número de habitantes da Zona Norte/Baixada. Paralisar ums obra quase pronta é um crime.

      Excluir
    4. Kraquel, também acho que privilegiaram futuras expansões para a Zona Sul.

      Excluir
    5. No entanto, a Zona Norte tem mais estações de metrô que qualquer outra zona da cidade.

      Excluir
  13. Vocês fizeram vídeos? Que tal fazer desenhos esquemáticos de onde estão as entradas?
    Valeu mais uma vez, ótima a matéria! Só falta transformarem essas estações fantasmas em realidade...

    ResponderExcluir
  14. Próxima missão, a estação secreta de Botafogo... será que teremos fotos de lá também um dia?

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Miguel, como posso fazer esse agendamento para visitar essa estação? O que é preciso informar no agendamento? Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há agendamentos. Fomos convidados pelo Governo do Estado.

      Excluir
  16. Olha as vigas da perimetral aí!!!

    ResponderExcluir
  17. Parabéns Miguel! Um dos melhores posts! Isso já devia ser de domínio público a 30 anos! :/ Pelo tempo parece até Angra III. A vida da população seria bem mais fácil. Agora é terminar a linha 2 o quanto antes para desafogar a linha 1. Será que vão transformar a estação Cidade Nova em museu? rs Haja dinheiro mal empregado. E esse novo plano diretor prevendo o fechamento Gavea <-> Uruguai em 2045 ninguém merece. Isso não é metrô, é uma minhoca gigante! Imagina sair da Barra para ir até a Tijuca... Vai dar a volta em todo Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Cidade Nova tem que ser desativada; o PDM vai ser divulgado ainda. Vamos aguardar. Tomara que cortem esta tripa!

      Excluir
    2. Da Barra ate a Tijuca é pouco, o que vai acontecer é irem da Barra ate a Pavuna! A linha 2 é que já está super lotada, quando inaugurar a linha 4 ela entra em colapso. O governo tem ver isso pra ontem.

      Excluir
    3. Bianca, tenho medo do que vai acontecer com as Linhas 1 e 2 quando a Linha 4 entrar em operação.

      Excluir
  18. Parabéns por essa divulgação. Mas pelo menos você conseguiu mostrar o que estava escondido há trinta anos. Mas a estação da carioca tem 5(cinco) andares e a estação Estácio também e eu me pergunto o que faraó com o restante das estações? Desde quando fizeram essa nova linha 2 eu me pergunto o porque abandonar tudo isso que está pronto? O pré metro era para durar bem pouco tempo e depois ser transformado em metro. E eu vou mais além , porque o estado não passa o metro para a iniciativa privada deixando que eles mesmos construam e comprem os trens? Acho que assim teríamos um transporte melhor. Porque BRT?

    ResponderExcluir
  19. é a mafia dos onibus que impede o fim da obra... a quem interessa um metrô ineficiente?

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pela "reportagem", grato pelas informações. Acho que finalmente a situação está melhor, certamente pela percepção do caos que se aproxima. Ao menos, estão se mexendo, depois de sucessivos governos inertes ou oportunistas.
    Tenho uma dúvida sobre o prosseguimento da Linha 2 na direção Praça XV ou, na verdade, sobre a possibilidade ou necessidade de fazer o túnel para Niterói.
    Li há tempos que as fundações do novo prédio da Justiça inviabilizariam a passagem do túnel. Agora, vc fala em rasgar o solo, o Cut and Cover, da Carioca até lá. Isso significa abandonar a travessia da baía da Guanabara? E onde seria a estação Pça.XV, se for preciso desviar do prédio? Em suma, a visita trouxe alguma pista sobre estas continuações? Grato, abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guina, tudo isso dependerá de novos estudos técnicos detalhados pois o solo mudou bastante nos últimos anos com as novas construções. O cut & cover é aconselhável até a Praça XV e depois tatuzão até Niterói.

      Excluir
    2. Tem um colega que trabalha comigo que trabalhou no Metrô antes da privatização e falou exatamente isso, que o novo Palácio da Justiça estava no caminho da estação praça XV devido ao raio de curva que os trens necessitam. Porém com a derrubada da perimetral, talvez seja possível se os trilhos "abrirem" a curva em direção ao Hospital Geral a estação praça XV seria mais a direita e poderia até atender ao Santos Dumont sendo uma estação multimodal.
      Sinceramente não acredito que a ligação de metrô até Niterói saia num futuro próximo, mas quem sabe um sistema realmente integrado entre as Barcas e Metrô na Estação Praça XV seja mais pé no chão.

      Excluir
    3. Leonardo, vamos aguardar o estudo técnico detalhado que foi encomendado pelo Governo. Ano que vem teremos estas respostas mas fato é que a Estação Praça XV será preparada para fazer a ligação com Niterói. O Aeroporto Santos Dumont deveria receber uma estação da Linha 5.

      Excluir
  21. A próxima reportagem deveria ser da plataforma fantasma da estação Morro de São João, em baixo da rua Álvaro Ramos. Esse sim é o maior segredo do metrô do Rio.

    Plataforma pronta, só faltam os acessos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é segredo, dá para ver da janela do metrô!

      Excluir
  22. a linha 2 da pavuna até são cristovão deixará de ser aérea para ser subterrania? ou vai continuar essa gambiarra atrapalhando diversas avenidas e cruzamentos de bairros?

    ResponderExcluir
  23. Parabéns.
    Se sair essa obra até a praça XV, fica mais perto de chegar em Niterói. quem sabe um dia?

    ResponderExcluir
  24. Parabéns pelo excelente relato. Trabalhei um tempo em uma loja na estação da Carioca e o gerente me falou que tinha essa estação. Fiquei doido uma vez que vi o acesso, perto do banheiro, aberto, sem cadeado! Quase entrei mas o medo falou mais alto....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É arriscado entrar sem proteção. Trata-se de uma abandonada com muita coisa pelo chão, buracos, etc.

      Excluir
  25. É verdade que ainda existe um terceiro andar abaixo da linha 2 para a ligação da linha (Niteroi)? Outra pergunta, o atual mergulhão da Praça XV que está sendo prolongado até a Rodrigues Alves não poderia ser remodelado pra permitir a passagem da linha 2 da Praça XV até a rodoviaria Novo Rio, o Caju, Fundão, Maré, Galeão e Ilha do Governador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 - Isso não é verdade.
      2 - Poder, poderia. No entanto, da Praça XV a Linha 2 seguirá até a Praça Araribóia.

      Excluir
  26. Esqueci de fazer uma pergunta: foi conversado sobre o trecho Tijuca-Gávea ? Por que esse trecho nunca entra em pauta ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma boa pergunta para o Governo. Entrará no Plano Diretor do Metrô que o Governo pretende divulgar em breve. Trata-se de um plano de expansão do metrô até 2045.

      Excluir
    2. 2045 ? Só pode ser piada. De mau gosto...deve ser porque até lá já estaremos velhos demais pra lembrar dessa promessa. Esse trecho deveria ser prioridade total porque o projeto já tem mais de 50 anos que existe.

      Excluir
    3. O PDM 2045 vai incluir a Linha 1 circular e com a Estação Morro de São João; Linha 2 Pavuna - Praça Araribóia; Linha 3 até Itaboraí; Linha 4 Recreio - Carioca via Jardim Botânico, Humaitá, Botafogo e Laranjeiras; metrô para o Méier, Engenho Novo; metrô para Freguesia; Linha 6 pela Transoeste.

      Excluir
  27. Muito estranho, foi a construção do prédio alugado pele PETROBRAS, construído no tereno onde seria a Estação Praça da Cruz Vermelha. este terreno pertencia ao Governo do Estado. Parece mais, é que a Linha 1A, foi feita apenas para vender este terreno... para quem? Tem muita corrupção e sacanagem por tra´s de tudo isso!!!

    ResponderExcluir
  28. Miguel Caso Os Estudos Aponte que tenha que usa O Cut And Cover como muitos ja se sabe que iram usa-lo Terão Que imterdita a Av Rio Branco E A Almirente Barrozo Pois O Projeto Original Preveria Que Esse Trecho Ate A Praça XV Seria Em Cut And Cover Pois Com Os Metodos Mais Novos Como Esplosaos Controladas E O TBM seria Impossivel e a Quantos Metro A Plataforma Da Carioca Linha 2 fica Do Nivel Da Rua e Qual Seria a Inclinação De Descida Ou De Subida Sentido Praça XV Teria Que Usar. Pois Eu Acho Que Se Eu nn Me Engando A Plataforma E O Tunel Nao Ficaram Muitos Profundos De Superficie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, acho que a plataforma da Linha 2 não chega 15 metros da superfície. Não consegui os números exatos da estação. Tampouco conheci o projeto da Estação Praça XV. Espero que em breve estes detalhes sejam divulgados. O que conversei com o Carlos Osório - e ele garantiu que isso será estudado no projeto - é que a Estação Praça XV já tenha profundidade para que no futuro ela possa ligar o metrô à Estação Praça Araribóia.

      Excluir
  29. Eu estou de boca aberta, não conhecia essa história, e adoro mistérios né coisas ocultas.
    Eu cresci próximo a cruz vermelha, lembro dos tapumes quando era criança, nunca tinha entendido pq não foi adiante, achei que tinja sido delirio meu.
    Sempre achei a estação da Carioca grande demais, nunca soube o pq, agora faz sentido.

    Me explica uma coisa, por favor; a linha 2, "começaria na praça XV, e iria até Belford Roxo, passando por baixo das estações já existentes ou por outro caminho?

    Adorei matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gisele, obrigado! A Linha 2 teria o mesmo trajeto que hoje tem entre Pavuna e Estácio. A partir da Estácio, o trem continuaria no mesmo túnel e passaria pelo Catumbi, Praça da Cruz Vermelha, Carioca e Praça XV.

      A expansão entre Pavuna e Belford Roxo é prevista há algumas décadas mas esta obra não será feita agora.

      Excluir
  30. Outra coisa, sempre vi a linha que vai a
    Até a Pavuna, sendo chamada de Linha 2. Pq se não é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então a Linha 2 será Pavuna - Praça XV. Ela é hoje Pavuna - Botafogo graças à Linha 1A que passou a colocar os trens da Linha 2 nos trilhos da Linha 1.

      Excluir
  31. Na década de 80 a máfia dos ônibus começaram a inserir vereadores já prevendo que o negócio deles seriam afetados, então a cada proposta de se viabilizar o metro, não aprovavam a mesma situação agora com os famosinhos BRT que foram viabilizados pela mesma máfia!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BRT deveria ser auxiliar ao metrô e não o modal de transporte principal.

      Excluir
  32. Que post sensacional, parabéns!!!

    Se tívessemos um governo sério ao longo dos anos, já teríamos uma linha ligando estácio até a estação de Botafogo, passando por Rio Comprido, Cosme Velho e Humaitá, tirando do percurso de quem vai pro Centro, aqueles que vão para Botafogo, encurtando o caminho.

    Hoje, independente da linha, quem vai pra Zona Sul tem que passar pelo Centro, ocupando espaço de quem realmente precisa ir para o Centro, com isso temos as linhas cheias sem necessidade e leva-se um tempo grande dando a volta na cidade.

    Mas ai fizeram a maravilha de juntar duas linhas em uma até Botafogo e dar o problema como resolvido.

    Do Humaitá poderia sair outra linha até a futura estação da Gávea, passando pelo Jardim Botânico, integrando com a Linha da Barra.

    Teríamos um Metrô muito mais efetivo dentro da cidade e então poderíamos ter outras linhas espalhadas pela Zona Norte, com integrações entre si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wesley, a Linha 4 original prevê o metrô saindo da Carioca e passando por Laranjeiras, Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea, antes de ir para São Conrado e Barra da Tijuca. Nunca li sobre metrô no Cosme Velho ou no Rio Comprido.

      Excluir
    2. Miguel, já existe algum estudo de onde ficaria a plataforma para a linha 4 na carioca?

      Excluir
    3. Existe sim. Veja este link:
      http://metrodorio.blogspot.com.br/2014/06/estacao-carioca-linha-4.html

      Excluir
  33. Parabéns bicho, eu não fazia ideia de que a estação tinha sido construída até esse ponto. A saga da Linha 2 é surreal, tão surreal quanto a situação atual dela - ninguém que viva em qualquer cidade com metrô deixa de se surpreender quando sabe que as duas linhas que atendem a cidade circulam pelo mesmo trilho.

    Com a vinda da Linha 4 - que também é um arremedo do projeto original, um mero prolongamento da Linha 1 a partir de Ipanema - será criada uma demanda absurda (a maior parte da população da cidade está na Zona Oeste) que a Linha 1 será incapaz de absorver, por ter que compartilhar trilhos com a Linha 2. O sistema chegará a um limite muito abaixo da capacidade do projeto original, e a concessionária terá que arcar com os custos de manutenção dessa estrutura toda sem o retorno que poderia ter. Daí a pressão sobre o governo do estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, três linhas no mesmo trilho e uma quantidade absurda de pessoas. Sinceramente, tenho medo de um colapso geral do sistema. É preciso urgentemente fazer a Linha 1 circular, para que as pessoas possam ir aos seus destinos em direções mais práticas e a Linha 2 para desafogar o sistema.

      Excluir
  34. Ao ver essa matéria, me senti assistindo a um filme 🎥 de caça ao tesouro perdido, será que existem mais segredos escondidos pelos subterrâneos do Rio de Janeiro???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exite a Estação Morro de São João e dezenas de projetos que não saíram do papel.

      Excluir
  35. Miguel, parabéns pela reportagem! Sobre uma ligação entre o Estácio e a Praça XV, eu já imaginava, pois uma professora que tive comentou que as plantas originais do metrô estão guardadas no Arquivo da Cidade do Rio de Janeiro (aquele da Cidade Nova). Os túneis na plataforma da Linha 2 no Estácio também são indício dela.

    Se não me engano, a fase mais complicada da construção corresponde ao período entre os governos de Chagas Freitas e Moreira Franco. Como sempre, muita disputa política envolvendo questões ligadas às obras no Rio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávia, pois é, o metrô do Rio talvez seja o mais lento do mundo. Seu primeiro projeto é da década de 20 e as obras começaram em 1975. Até hoje não temos nenhuma linha completada, não chega aos aeroportos e está super lotado.

      Excluir
  36. Parabéns a todos os envolvidos pela "descoberta". Só acho que para concluir a obra vão gastar mais do que já foi gasto até essa fase. A gestão pública de recursos e projetos é pífia, infelizmente. E nós, pagadores de impostos, somos os prejudicados. Sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caberia o Ministério Público Estadual investigar.

      Excluir
  37. Sensacional essa visita ! Parabéns ! Sempre quis saber como seria essa plataforma !

    ResponderExcluir
  38. Essas estações fazem muita falta! Bela matéria, parabéns!

    ResponderExcluir
  39. Excelente material, gostei de saber que o tatuzão foi desmontado e transferido para outra obra sempre pensei que ele estivesse ficado enterrado no centro do Rio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso era uma lenda....o que se perdeu foi um trator soterrado durante a obra da Estação Presidente Vargas.

      Excluir
  40. O que gostaria de saber é se para ir até a Cruz Vermelha será preciso descer da linha 1 na Carioca e pegar a linha 2 na mesma estação. Mas como é que poderemos entrar na linha 2 se já sai lotado de Botafogo??? Ou haverá outra opção?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lua, com a obra da Linha 2 concluída até a Praça XV, os trens da Linha 2 farão o trajeto Pavuna - Praça XV e os trens da Linha 1 o trajeto General Osório - Uruguai. Para se ir à Cruz Vermelha, você fará baldeação na Estação Carioca. Não ficará mais super lotada, pois os trens da Linha 2 passarão a ter 8 carros em vez de 6 e seus intervalos serão bem menores.

      Excluir
  41. Trabalhei na construcão da estacão carioca, Consorcio ECICEL ( Ecisa /Ecel ) sou topografo e moro em Sao Goncalo, acho pura utopia dizer q a obra vai atravessar a baia, na epoca era auxiliar e na epoca varei noites dentro do buraco, lembro das plantas coladas na parede do nosso barraco , queria voltar la, pois sou um desses que deixou coisas por la , parabens Miguel Gonzlez pelo belo trabalho !!!! Resp...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Paulo. Parece sonho, mas tomara que um dia saia esta ligação metroviária entre Rio e Niterói.

      Excluir
  42. Falta agora a estação fantasma de Botafogo, perto do Rio-Sul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao precisa ja q da pra ver ela da janela do proprio metro qndo se passa por ela

      Excluir
    2. Esta está fora dos planos do atual Governo.

      Excluir
  43. Parabéns pelo trabalho! Nem sonhava q existia essa estação fantasma, soube pela reportagem do O dia e cheguei no blog. Muito bom o trabalho, fico feliz q tem gente empenhada na melhoria da mobilidade do rio. Lamentável apenas agora ter conseguindo a autorização para visitar a estação.
    Tomara que saia do papel mesmo agora.
    Mas se linha 2 for finalmente concluída, o que acontecerá com a 1A? será q a integração são Cristovão - cidade nova - central vai parar de funcionar ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar do Governo não admitir, a Linha 1A deverá de existir, pois não fará mais nenhum sentido existir.

      Excluir
    2. O secretário respondeu a essa pergunta sobre a Cidade Nova no dia 18 de novembro:

      "Teremos 2 serviços da Linha 2, a partir da Pavuna. O Pavuna-Praça XV, que seria o serviço principal, com intervalos menores e trens de 8 carros e o serviço da Linha 1A, passando pela Cidade Nova, com os atuais trens de 6 carros. Abs."

      Se será assim mesmo ficaremos no aguardo..

      Excluir
    3. Rafael, esta é uma resposta política. Na prática, não fará mais sentido. Para se ter uma idéia, pela Linha 2, o trecho Pavuna - Carioca é 6 minutos mais rápido do que pela Linha 1A.

      Excluir
  44. ISTO È INCRÌVEL! EU NÂO SABIA DESSA ESTAÇÂO FANTASMA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente não sabia! E outras tantas que sabiam já haviam esquecido!

      Excluir
  45. Será mesmo que a estação Cidade Nova terá de ser desativada? É muito dinheiro jogado fora... Não tem como utilizar ela para algo no futuro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, não tem como. Passar trens por dentro de um Centro de Manutenção é algo muito equivocado. Esta estação precisa ir embora.

      Excluir
  46. Pedro Henrique (Souza)18 de novembro de 2015 01:40

    Parabéns Miguel! Excelente trabalho e divulgação! Esperamos que dê resultado! Um abraço, Pedro Henrique (Souza)

    ResponderExcluir
  47. Miguel e demais, há aqui algumas afirmações que sugerem reflexões...
    1) Acho assustadora a decisão de seguir o projeto original da Linha 4, que "prevê o metrô saindo da Carioca", já repetida por autoridades... Primeiro, porque a estação Carioca, além da necessidade de construir mais um andar, viraria um formigueiro humano!... Depois, porque não vejo sentido em mais um ponto terminal no Centro da cidade (como é, por razões históricas, o de trens da Central), que, havendo demanda para todos os lados, todas as linhas devem ser transversais, ainda mais no Rio, cuja configuração se assemelha a dois funis (Zonas Norte e Sul) que se unem no Centro...
    2) Acho preocupante a "eterna" ausência de planos para ligar com Metrô os aeroportos e rodoviária... Mas, também não faz sentido o percurso da Linha 5, que ligaria um ao outro, mas não a áreas que originariam tráfego de passageiros...
    Em suma, foi a partir disso que levantei a ideia da Linha N (ou Nova) no meu blog "O Rio Guina... para o futuro!", e a reafirmo aqui: a Linha 4 (vindo da Gávea) deve ser "emendada" à Linha 5.
    Isto pode ser feito com facilidade na Estação Glória (onde há espaço até para áreas de manobra e manutenção). A partir daí, esta Linha N passaria pelo aeroporto Santos Dumont e pela Praça XV. Aproveitando, agora, o túnel Rio 450 (vamos trocar o carro pelo Metrô!...), seguiria pela Praça Mauá, pelo Porto "Maravilha" (com seus muitos arranha-céus...), pela Rodoviária, e depois pela Ilha do Fundão, chegando ao Galeão/Tom Jobim, atendendo ainda à Ilha do Governador.
    Cabem mais saídas e conexões, e elas estão lá no blog, especialmente na postagem http://rioguina.blogspot.com.br/2012/02/linha-n-do-metro.html
    Se não, vamos embolar o Centro e, mais uma vez, subutilizar o Metrô...
    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guina,
      1 - O projeto não prevê a construção de um andar, ele prevê a ampliação da estação e a plataforma será em paralelo às já existentes. A Carioca é centro nervoso da cidade, precisa ser nossa "Estação Central do Metrô". Ali, todos os passageiros podem trocar de trens para ir aos seus destinos.

      2 - Sua idéia é interessante. No entanto, os túneis foram projetados para carros, e não para o metrô. É preciso ver que o Estado cuida das obras do metrô e a Prefeitura de VLTs, carros, ônibus, etc.

      Excluir
  48. Miguel, nao parou pra pensar q graças a vc q gosta de mobilidade urbana e que sempre se empenhou em querer conhecer a estação fantasma ( e finalmente visitou e fez a divulgação) conseguiu desencadear uma cadeia de eventos q possivelmente pode tirar do papel finalmente essa obra q o Rio tanto precisa?

    Que graças a uma "reportagem de blog" feita por vc, uma obra parada a 30 anos e escondida de todos poderá finalmente ser finalizada ajudando milhares de pessoas no processo.

    Eh algo bem grande o q vc fez, foi o estopim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bernardo, meu esforço junto com dos meus colegas foi neste sentido. Espero sinceramente que a obra saia do papel.

      Excluir
  49. Vocês mataram o que para mim era uma charada. Quando do início das obras da estação Carioca, já com as estruturas concluídas, fui com um amigo do antigo GEIPOT - Grupo de Estudos Intensivos de Política de Transportes do M.T., (criado pelos Governos Militares), e ele conhecia bem todo o projeto pois havia trabalhado nele. Vale dizer que ele era totalmente contrario a este tipo de metro (enterrado). Ele dizia que como a cidade tem um relevo e um solo difícil, além de outros fatores, o metro de superfície era muito mais conveniente. Seria mais panorâmico, teria menos áreas para serem desapropriadas, mais fácil e rápido de construir e de manutenção mais barata. Voltando a Carioca, ele falou da quantidade de ligações e quantidade de andares. Enquanto morei no Rio andava mais de moto e poucas vezes peguei o Metrô. Mas da dita estação sempre ficou a pergunta? Cadê a quantidade de andares subterrâneos e as tais ligações. Nunca mais encontrei meu amigo para perguntar-lhe à respeito. Agora vocês me deram a resposta. Muito obrigado. PS. Meu amigo era Engenheiro Militar (IME) com várias especializações inclusive no exterior. Ele era um dos indignados com a engenharia do Metrô do Rio, e nunca aceitou as escolhas feitas e a forma da construção. Suas razões vinham do seu profundo conhecimento do assunto, e das viagens que fez pelo mundo para conhecer tudo sobre transporte de massa em grandes cidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marco, mistério revelado. Só discordo do seu amigo quando ele diz que metrô de superfície é melhor. É mais barato, mas enfeia a cidade. Faz com que os passageiros sofram com chuva ou sol fortes. Veja o que aconteceu recentemente com a Perimetral. A melhor solução, apesar de mais cara, é o metrô subterrâneo.

      Excluir
  50. Sobre a proposta da Linha N, caso alguém queira saber mais e pensar sobre...
    http://rioguina.blogspot.com.br/2015/11/linha-n-o-segredo-do-sucesso-do-metro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guina, a Linha 4 original é chamada pelo Governo Pezão de Linha 5. Enfim, trata-se do trecho Gávea - Carioca. De acordo com o Projeto Conceitual divulgado em 2014 e já publicado aqui no blog, esta linha não pararia na Carioca. Ela poderia ser estendida futuramente no Centro do Rio. Clique em Linha 4 no blog.

      Excluir
    2. Me pergunto se o estado continuará chamando de L5 essa expansão pro centro pq imagino que isso provocaria uma nova licitação enquanto ser L4 seria automaticamente da Metro Rio como o lote 29.

      Excluir
    3. Fiquei uns tempos sem acompanhar o assunto. Vi agora que pretendem criar mais uma Estação Carioca, a da Linha 5 (ex-4), que, mesmo estendida depois, será, para o Centro, mais do mesmo...
      Acho lamentável, pelas razões que já coloquei ao propor a Linha N, no meu blog e acima.
      (Aliás, fico pensando, que número dariam à ex-Linha 5, se a fizessem?...)
      Nossos políticos, nossos administradores e, afinal, nossos transportes são mesmo "fim de linha"...
      Grato pelas informações, e pela atenção. Abs,

      Excluir
    4. Gabriel, para a licitação da obra, ele pode chamar do que quiser. Posteriormente, para a operação, a Metrô Rio deverá trocar os números para evitar confusão.

      Excluir
    5. Oi Guina, se as Linhas 1, 2, 4 e 5 (ex-4) forem concluídas, haverá possibilidades de baldeações entre linhas em Estácio (1 e 2), Carioca (1, 2 e 4/5), Gávea (1 e 4).

      Também haverá possibilidade de baldeações com a Supervia em: Central (1 e trens), São Cristóvão (2 e trens), Maracanã (2 e trens), Triagem (2 e trens) e Pavuna (2 e trens).

      A obra na Carioca para receber as linhas 1, 2 e 4 precisará ser bem feita para evitar a aglomeração de pessoas.

      Excluir
  51. É muito legal se eles realmente realizar essa obra.

    ResponderExcluir
  52. Estação cheia de história e nem foi inaugurada.

    ResponderExcluir
  53. Sempre desconfiei e já tinha ouvido a "lenda" da Carioca. Muito boa a matéria! Só precisa de uma pequena revisão ortográfica. Mas nada que impeça o entendimento.
    No entanto fiquei com uma dúvida sobre outra estação, a Praça da Cruz Vermelha. Entendo que há o túnel em direção a ela. Mas é só isso né? Não tem estação debaixo da praça, certo?

    ResponderExcluir
  54. Não li todos os comentários, mas isso não é nem nunca foi um segredo, muito menos "grande" segredo. ... É só mais uma obra inacabada da nossa cidade. Parece que um problema do mundo real só passa a existir quando cai na web ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu considero segredo: ninguém tinha acesso, a imprensa desconhecia, a grande maioria do público desconhecia, não haviam fotos, nem videos deste lugar.

      Excluir
  55. Não li todos os comentários, mas isso não é nem nunca foi um segredo, muito menos "grande" segredo. ... É só mais uma obra inacabada da nossa cidade. Parece que um problema do mundo real só passa a existir quando cai na web ....

    ResponderExcluir
  56. Pelo que notei nas fotos, trata-se de três plataformas, duas laterais e uma central, certo? Caso parecido com a estação Republica da linha 4 do metrô de São Paulo, que ficou mais de duas décadas construída e abandonada: por conta do método construtivo ser por tatuzão em único túnel para duas vias, demoliram a plataforma central para que a maquina passasse pela estação e seguisse caminho em direção a Luz. Além da plataforma central estar no caminho da maquina, havia, também, pilastras estruturais, que foram removidas, readequando toda a estrutura da estação.

    Se o método construtivo do “lote 29” for tatuzão, penso que haverá o mesmo problema se a intenção for seguir para Praça XV.

    Belo post. Belas fotos. Valeu por compartilhar. Sempre desconfiei daquelas portas no extremo sul da Carioca. Eu, meio que inconscientemente, associava a disposição das portas da Carioca com a saída do túnel de ligação da estação Consolação da linha 2 com a estação Paulista da linha 4, em São Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, são três plataformas de passageiros e duas vias de trens, assim como a plataforma da Linha 1 na Carioca.

      O projeto técnico que deverá ser divulgado em Agosto vai definir o método construtivo.

      Excluir
  57. Caraca,isso é incrível!!!Pena que o Governo não valorizou isso :/

    ResponderExcluir
  58. Pelo jeito se nao colocar na TV ese caso vai ficar por mais e muito mais anos esquecidos esse nosso Governo nunca muda so roubalheiras e impostos mais caros....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso saiu na TV, na imprensa escrita, internet e na rádio ano passado.

      Excluir
  59. Poxa, foi uma divulgação excelente, não apenas das imagens, mas também da situação em que a obra se encontra e do resumo histórico das estações.

    Eu cresci na região próxima à Praça Cruz Vermelha e enfrento até hoje engarrafamentos diariamente pois não há metrô próximo. Eis que desde 1988 esse Lote 29 (Estácio - Praça XV) é um parto que nunca nasceu... é uma grande frustração para quem mora aqui... :-(

    Isto posto, HOJE o governador Dornelles acaba de decretar estado de emergência em nosso Estado para receber verbas para concluir as obras da Linha 4 antes das Olimpíadas.

    Bom, como você aparentemente mantém algum contato com o pessoal do Governo no que diz respeito aos transportes, você pode levantar informação sobre "o quão prioritário é a execução do Lote 29?"... tipo: existe alguma outra obra NÃO INICIADA de infra estrutura que seja mais importante para o Governo do que o lote 29?

    Um grande abraço, EXCELENTE material! PARABÉNS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! É preciso que os moradores da Cruz Vermelha não desistam desta luta!

      Excluir